Como manter a boa gestão da sua empresa em um ambiente economicamente instável?

04 de Novembro de 2015, por Jeferson Sena | Estratégias
0

Em tempos de dificuldades financeiras o primeiro grande desafio a ser enfrentado pela economia é a redução expressiva do consumo. As pessoas e as empresas reduzem suas compras como forma de prevenir compromissos que podem ser um peso para o fluxo de caixa.

Na nossa economia isso é um reflexo da falta de poupança da sociedade. Vivemos uma economia imediatista, onde o consumo prevalece e não existem reservas para os momentos de falta de recursos. Acabou o dinheiro, acabou o consumo! Essa situação gera o ciclo de perdas em cadeia, que paralisa toda a economia. Mas mesmo em períodos de instabilidade financeira é possível manter a boa gestão e com ela superar os períodos de crise.

Tome suas decisões com base em informações sólidas

Um bom conjunto de processos operacionais, constantemente ajustados e melhorados ao longo do desenvolvimento da empresa, permite que a gestão possa promover ajustes sem que a empresa se ressinta de continuidade. A organização poderá reagir rapidamente aos novos cenários, sem que a operação perceba grandes mudanças internas. Uma boa gestão empresarial está baseada em dois pilares: os processos operacionais e os indicadores de desempenho.

Esses ajustes processuais devem ser promovidos sempre de forma proativa e isso resulta de análises originadas de um bom conjunto de indicadores de desempenho, capazes de sinalizar as mudanças de cenário com significativa anterioridade.

Indicadores do painel do fuscaQuando tratamos de indicadores de desempenho, sempre usamos a analogia de um painel de mostradores (oucockpit). Nessa comparação a melhor referência que me lembro é o painel de um Fusca. Ele aponta para os dois indicadores mais importantes para os gestores desse carro:

  1. a velocidade - porque muitos dos donos de Fusca estavam comprando seu primeiro carro e não sabiam lidar com essa variável;
  2. o combustível - porque os intervalos de abastecimento seriam longos e esse item fundamental não pode ser esquecido.

O que é bem diferente do cockpit de um avião ou do painel de instrumentos de um navio, que devem ter sido as primeiras imagens que lhes vieram a cabeça.

Cockpit - indicadores da estratégiaEssa ilustração mostra que os indicadores de desempenho precisam ter ligação direta com as ações estratégicas da empresa, para que sinalizem as mudanças que possam afetar essa estratégia. As condições operacionais (quanto estamos produzindo ou faturando) não mostrarão mudanças de cenários estratégicos (qual o rumo do mercado ou da economia). Por isso que a seleção de indicadores de desempenho deve ater-se ao que é essencial e que possa facilitar sua leitura e a tomada de decisões: acelerar ou reduzir ou parar para abastecer.

Observe que o velocímetro do Fusca é bem maior que o marcador de combustível, isso porque a velocidade precisa de atenção constante, para permitir tomadas de decisões mais rápidas. Assim, também, devem ser nossos indicadores de desempenho.

Preste conta e avalie periodicamente os resultados

Mais do que ferramentas de análises, recomendamos aos nossos clientes disciplina na prestação de contas. Por isso uma rotina mensal de análise de desempenho operacional, acompanhada de uma avaliação trimestral do desempenho estratégico é o mínimo que se pode desejar de uma boa gestão.

Se não temos de prestar contas a ninguém, nos acomodamos a conduzir as operações focados no dia a dia, sem a preocupação com a obtenção de resultados. Por isso a primeira recomendação é, se você não tem ninguém para prestar contas em sua organização, crie alguém.

Para que se preste contas é necessário o uso de um bom conjunto de indicadores, usados de forma efetiva, que represente o desempenho operacional e estratégico da empresa. Geralmente utilizados o Balanced ScoreCard (BSC) para a construção dos objetivos, ações e indicadores estratégicos. Funciona muito bem e é simples de implementar, mesmo em empresas muito pequenas. Também temos adaptado e aplicado métodos ágeis, como Scrum, na gestão e tem funcionado muito bem.

Evite alardes desnecessários

Evite alardes desnecessários

TRANSPARÊNCIA é a palavra chave para condução das equipes, de forma a evitar fofocas ou mal entendidos, principalmente nesses tempos de crise. Em ótica, a transparência é a capacidade que um corpo tem de permitir que a luz passe por ele, o que faz com que vejamos além do corpo.

Diferente do que a maioria entende, transparência não implica que todos saibam de tudo, mas sim que todos saibam o que acontecerá se o caminho atual for seguido. Informações claras e antecipadas sobre acontecimentos relevantes para a empresa e seus colaboradores evitam comentários desnecessários e alarmantes sobre eventos futuros.

Comunicar bem as decisões e estratégias da empresa gera segurança nas pessoas e tende a garantir mais apoiadores para o que se pretende executar.

Líderes são sempre fundamentais em qualquer atividade!

São as atitudes dos lideres que motivam as pessoas a segui-los nas direções que apontam. Então, a postura do líder deve servir de exemplo para seus liderados, as pessoas devem enxergar um modelo a ser seguido. Para que isso ocorra, as propostas do líder devem fazer sentido para aqueles que ele deseja motivar e, para isso, ele precisa apresentar um propósito que seja inspirador para todos.

Nesse sentido o líder deve compartilhar objetivos que reflitam as aspirações e sonhos de todos á sua volta. Inspirando confiança e sendo transparente com todos.

Sobre o autor:

Jeferson Sena é sócio-diretor da Ninho Desenvolvimento Empresarial, especialista em projetos    de organização e reestruturação de empresas, desenvolvimento, implementação e gestão de planejamento estratégico.

O que achou?

Avalie esse artigo:

Deixar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Por favor, preencha todos os campos.



Depoimentos

Na confecção de projetos para captação de recursos é importante somar conhecimentos multidisciplinares, garantindo que o conteúdo do projeto contemple as tecnologias inovadores que serão utilizadas ou criadas durante o desenvolvimento do mesmo.

Fernando Barros de Sá

Assistir

A Decisão Sistemas buscava estruturar a empresa preparando-a para o crescimento. Uma importante etapa do processo era ter uma real visão da situação da empresa, para que fossem definidas ações condizentes com as necessidades da organização.

Almir Firmino da Silva

Assistir

O objetivo da Ninho é criar condições favoráveis e apoiar um conjunto significativo de empresas goianas, de micro e pequeno porte, no desenvolvimento de projetos com foco em inovação, utilizando os programas federais e estaduais de subvenção e financiamento.

Cláudio Henrique de Ávila

Assistir

Clientes

4Parking
Buzzlead
Canion Software
Comtec Goiás
Decisão Sistemas
Funtec
Geoinova
HD Tecnologia
Image Buzz
IPróxima Soluções
Grupo Mancini
Meta Tecnologia
Neokoros
Profit
Resultys
Soluti
Supera
Super Bolla
Totvs Goiás
Trama Digital
Tron
Unyt Arquitetura de Resultados
Way Taxi

Contato


Endereço: Rua 119, nº 64, St. Sul, Goiânia-GO, 74085-420
+55 (62) 3241-2564
contato@ninho.biz